Os Discos de Ouro da Voyager

Os Discos de Ouro da Voyager




Os Discos de Ouro da Voyager (em inglês, Voyager Golden Record) são discos fonográficos que estão a


bordo de ambas as naves Voyager. Eles contêm sons e imagens selecionados como amostra da diversidade de vida e culturas da Terra e são dirigidos a qualquer forma de vida extraterrestre (ou seres humanos do futuro distante) que os encontrem. Nenhuma das naves Voyager foi lançada em direção a uma estrela em particular, mas a Voyager 1 vai passar a 1,6 ano-luz de distância da estrela AC+79 3888 na Constelação de Ophiuchus dentro de 40 000 anos.

Como as sondas são extremamente pequenas comparadas à imensidão do espaço interestelar, muitos consideram improvável que elas sejam encontradas, mesmo que acidentalmente. Se forem encontradas por alguma espécie alienígena, isso só vai ocorrer num futuro muito distante. Portanto, os Discos de Ouro são mais um tipo de cápsula do tempo do que uma tentativa de comunicação com civilizações extraterrenas

Conteúdo

O conteúdo dos discos foi selecionado por um comitê da NASA chefiado por Carl Sagan, da Universidade Cornell. Sagan e seus colegas reuniram 115 imagens e vários sons naturais, como o registro sonoro de trovões, vento, ondas do mar, e cantos de pássaros e baleias. Além disso, foi incluída uma coletânea musical com obras de diferentes épocas e culturas. Também foram registradas saudações em 55 línguas e mensagens do então Presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter e do então Secretário Geral das Nações Unidas, Kurt Waldheim.

Após ter recebido críticas sobre a nudez das figuras humanas na Placa Pioneer, a NASA impediu que Sagan e sua equipe incluíssem entre as fotografias uma imagem com um homem e uma mulher nus. Em vez disso, apenas a silhueta de um casal foi gravada. As 115 imagens foram gravadas em forma analógica. A maioria do disco — projetado para ser tocado em 16⅔ RPM — foi usada para gravação de áudio.

Saudações

A primeira seção de áudio contém saudações faladas nas 55 línguas a seguir. Entre elas, há quatro dialetos chineses (marcados com **) e 10 línguas da Ásia Meridional (marcadas com #). A lista está em ordem alfabética de acordo com a língua portuguesa.

Materiais usados na fabricação

O disco é feito de uma placa de cobre banhada a ouro. Uma amostra ultra pura do isótopo urânio-238 foi galvanizada na capa do disco. Como o urânio-238 tem uma meia vida de 4.5 bilhões de anos, a civilização que encontrar a Voyager poderá calcular a idade do disco.
Fonte: wikipedia
#LB
Na imagem 1º podemos ver o disco em si, e na 2º a capa do disco.
Acabei achando um vídeo que mostra oque esta gravado na sonda voyager 1. https://www.youtube.com/watch?v=ELnn9V01EiI
mas andes

Autor :

Ufólogo e integrante do Grupo de Amigos que Estudam Mistérios e Ufologia criado em 1997, atuando em Guarujá e região, efetuando pesquisas nas áreas de ufologia e espiritualidade, e suas diversas ramificações. Os Discos de Ouro da Voyager.
Compartilhar

Artigos Relacionadas